terça-feira, 19 de novembro de 2019

JURI POPULAR EM BAIANÓPOLIS CONDENA HOMICIDA A 7 ANOS E 3 MESES DE RECLUSÃO

      Foi realizado hoje (19/11) o Júri popular do homicida OLDINO ANTONIO DOS SANTOS por ter matado com requinte de crueldade a vítima Amaral José do Rêgo ocorrido no dia 24 de Abril de 2014 no bar do "Zé da Badia" no povoado de Cocal na zona rural de Baianópolis. 
     Os jurados tiveram a espinhosa tarefa de julgar um crime bárbaro e, praticamente impossível de se conseguir absolvição por causa da forma como foi executado e do clamor popular por justiça.  
     O Promotor de Justiça Dr. Artur Rios, mostrou ao conselho de sentença laudos, fotografias e relatórios e baseado em provas, logrou êxito na condenação. Em vários momentos dos debates o ilustre representante do parquet esclareceu que seu entendimento no caso em questão é de que o réu deveria está sendo julgado por homicídio qualificado entretanto por falha do promotor que o antecedeu, que mesmo tendo um excelente trabalho realizado pelo Delegado de Polícia de Baianópolis, Dr. Antístenes Benvindo Rosal na elaboração do processo que poderia dar sustentação ao homicídio qualificado.
     A mais astuta defesa realizada pelos advogados Dr. Arlindo e Dr. Sizenando. não conseguiram que os jurados vissem o réu condenado como inocente, tentando vitimizar Oldino e endemoniar a vítima, Amaral. Além de tentar sustentar a tese de lesões corporais seguidas de morte o que foi refutado por unanimidade pelo corpo de jurados, e, votaram pela tese defendida pelo representante do ministério público de homicídio simples.
    Nesse caso, Oldino por ser réu sem sentença condenatória transitada em julgado anterior, teve um benefício de redução de pena 8 anos para 7 anos e 3 meses a ser cumprido em regime fechado. 
     O Homicida condenado já estava preso no presídio de Barreiras, então lá permanecerá cerca de um ano para depois progredir de regime. Se não for julgado por outro caso em que ele tentou ceifar a vida de Jorge Matos de Souza no dia 09 de Agosto de 2019 no povoado de Lamarão, zona rural de Baianópolis-Ba. Nesse caso, a vítima faleceu no Hospital do Oeste no dia 15/09 por causa das lesões graves pelos golpes de facão no pescoço desferidos por Oldino. 
     Segundo informações o Homicida confesso tem registrado no Estado de Minas Gerais outro caso de tentativa de homicídio.
    Se algum dos dois casos ainda não julgados procederem por condenação, Oldino permanecerá por mais tempo sob a custódia do sistema penal baiano ou mineiro.


                                                       Willian de Oliveira - Jornalista STRE-BA 4621/BA



Publicidade:


Nenhum comentário:

Postar um comentário