segunda-feira, 22 de julho de 2019

EQUIPE DE FUTEBOL MASCULINO BAIANÓPOLIS É VÍTIMA DE ERRO FATAL DE ARBITRAGEM NO CAMPEONATO MUNICIPAL


     

        Na tarde de ontem (20) foi realizada uma das partidas das semifinais do campeonato municipal de futebol de campo masculino no estádio municipal Luís Eduardo Magalhães na sede de Baianópolis.
      O que prometia ser uma acirradíssima disputa envolvendo as equipes de futebol Baianópolis X Roça Velha, o brilho do futebol foi deixado de lado. Com um erro grotesco cometido pelo Juiz escalado para apitar a partida na primeira semifinal. A partida seguida com pressão das duas equipes na busca pela vitória, num lance de ataque da equipe de Roça Velha, na tentativa de impedir a progressão para o Gol o goleiro da equipe de Baianópolis Daniel defendeu o lance fora da área usando uma das pernas, e estranhamente foi expulso. O Juiz alegou que ele tinha tocado com a mão na bola fora da área, o que por ser o último homem acarretou na expulsão direta. O lance causou indignação ao atleta por estar convicto de não ter tocado com a mão e sim usado uma das pernas. Torcedores que assistiram de perto o lance, ficaram irritadíssimos com um erro que prejudicou fatalmente a equipe Baianópolis. Que tendo um jogador expulso, substituiu um dos atletas pelo Goleiro reserva Alex Ramon (lesionado), que apesar do esforço não conseguiu evitar o gol. O lance da expulsão, gerou muita revolta e teve a intervenção da equipe da Guarda Municipal, que auxiliou na retirada da equipe de arbitragem. 
      Outra aberração, foi um dos organizadores ficar discutindo com atleta dentro de campo por causa de uma bola que estava sem condições de jogo. Enquanto o jogo transcorria normalmente, o organizador Rubens batia boca com um atleta, dizendo que a bola iria sim retornar para o jogo, e se o jogador ficasse insistindo iria ser penalizado com cartão aplicado pelo árbitro de futebol, como se já não bastasse a lambança provocada pela equipe de arbitragem.
      O evento foi tumultuado pela expulsão e na hora do intervalo entre os tempos, houve agressão do goleiro da equipe de Baianópolis ao árbitro principal da partida, nada justifica a agressão à equipe de árbitros, que teve a saída escoltada pela guarda civil municipal. Retornou no segundo tempo, e o jogo seguiu sem mais confusões.
      O Jogo terminou 1 a zero para o time de Roça Velha, e terá como equipe adversária na final o time de Várzeas que ganhou de 2 a 0 da equipe de Cocos na tarde deste domingo (21). A disputa final pelo título do campeonato ocorrerá no próximo final de semana.

6 comentários:

  1. Um árbitro da pior espécie, sem caráter, sem compromisso, q a todo instante tentou prejudicar nossa equipe, e conseguiu. Covarde...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    Na matéria não cita o nome da equipe de arbitragem, por que?
    Claro que o erro é admissível, porem não pode ofuscar o campeonato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não houve tempo hábil de resposta sobre o nome completo da equipe de arbitragem, isso, seria menosprezar o profissional colocando apenas o nome incompleto.

      Excluir
    2. Já que você queria que o time da cidade fosse campeão só fazia com os time da sede como vocês prefere...

      Excluir
  3. Bom dia!
    O interessante na matéria e que você sempre querrem a Vitória do time da cidade.
    Na matéria não fala a verdade pois o goleiro fez a defesa com a mão, pra vocês que estao fora de campo são fácil pra jugar mais jugar falando a verdade...
    Fala aí também na matéria sobre a comissão de baionopolis que entrou dentro de campo pra agredir o atacante da Roça Velha e os árbitros.

    ResponderExcluir
  4. Chapadao so conheço como pinga...
    Porque se for nome de time desceu de guela a dentro.
    Time fraco.

    ResponderExcluir